Buscar

Por que não há surdos nas Paralimpíadas?



Tem 234 atletas brasileiros com deficiência em Tóquio, mas nenhum competidor é surdo ou deficiente auditivo. Você sabe por que não há surdos nas Paralimpíadas? Esses atletas têm uma competição mundial destinada a eles, a Surdolimpíada (Deaflympics, em inglês). E os surdoatletas vão se encontrar nos campos, nas quadras, nos tatames e nas pistas em maio de 2022.


A Surdolimpíada ocorre a cada quatro anos. É considerado o evento multi-desportivo mais antigo depois dos Jogos Olímpicos e foi registrado pela primeira vez em 1924 - em Paris (França). De modo geral, as modalidades esportivas para surdos não dependem de adaptações por condições físicas ou intelectuais. A barreira, no caso, é linguística. Assim, na competição, os atletas são capazes de competir e interagir entre si sem a necessidade de intérpretes de língua de sinais.


Para participar, os atletas têm que ter perda auditiva considerável - de pelo menos 55 decibéis nos dois ouvidos. Não podem ser usados aparelhos auditivos, garantindo as mesmas condições para todos. Com uso exclusivo de línguas de sinais, há mudanças nas marcas das modalidades para a sinalização visual em vez de sonora. No lugar de apitos, são usadas bandeiras, por exemplo.


Desde 1955, o Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD) é reconhecido como entidade máxima desportiva para surdos. Ele não é filiado ao Comitê Olímpico Internacional (COI) nem ao Comitê Paralímpico Internacional (IPC). Em linhas gerais, o desmembramento ocorreu com a justificativa de desenvolver melhor as atividades específicas das deficiências.


No calendário


Em dezembro, surdoatletas participarão da Surdolimpíada Nacional 2021, com 16 modalidades esportivas. Segundo a Confederação Brasileira de Desportos de Surdos (CBDS), o evento será o preparativo para a convocação final para fazer parte das Seleções Brasileiras para a Surdolimpíada, que será em maio de 2022.

Organizada pelo Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD), esta, que é a 24ª edição, será a primeira Surdolimpíada em um país da América Latina. Para a disputa em 21 modalidades esportivas, é prevista a participação de mais de 100 países e quatro mil surdoatletas.



 

Equipe LIBRAS-SE

tradução de vídeos para Libras em 24h

www.libras-se.com


125 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo