Buscar

Idoso estuda língua de sinais por causa de sobrinha



Joan é um senhor de 67 anos, que mora em Barcelona, na ​​​​Espanha, e tem uma sobrinha surda. Para se comunicar com ela, ele pegou um folheto com ilustrações do alfabeto manual da língua de sinais espanhola (LSE) e passou a estudar. E não parou por aí: o homem também ensina as crianças da região para que possam se comunicar com a menina.


Ele contou a história no Twitter. "Tenho uma sobrinha surda e muda por ter sido esmagada com fórceps. Ela me emprestou o modelo e foi assim que comecei. Não tenho estudos sobre isso, mas ensino língua de sinais para os pequenos”, publicou o homem.


A publicação de Joan tem mais de 20 mil republicações, 180 mil curtidas e cerca de 1,4 mil comentários. .Alguns internautas lembraram que uma língua de sinais não se resume à datilologia. "É muito mais complexo", respondeu uma pessoa. Outra alertou sobre a importância das expressões faciais e corporais para compor a língua. Um homem ainda fez um apelo pela inclusão: "Todos deveríamos aprender".


Mesmo que o alfabeto manual seja um pequeno fator no universo das línguas de sinais, a iniciativa do vovô é louvável. E o importante é que agora ele pode se comunicar com a sobrinha, que certamente lembrará para sempre do carinho e cuidado de ser incluída.


 

Equipe LIBRAS-SE

tradução de vídeos para Libras em 24h

www.libras-se.com

0 visualização0 comentário