Buscar

Libras na quebrada: como a língua de sinais chega na periferia




Existe um projeto social para ensinar Língua Brasileira de Sinais (Libras) nas periferias de São Paulo. O Libras na Quebrada foi idealizado por Gyanny Xavier, que teve seu primeiro contato com uma pessoa surda em 2009, quando trabalhava numa loja na Galeria do Rock. Um homem quis comprar camisetas de banda e ela não conseguia entender como ele podia gostar de música sendo surdo.


Anos mais tarde, por curiosidade, ela procurou cursos gratuitos de Libras na internet. Depois, fez uma pós-graduação em Educação para Surdos. E aí Gyanny teve vontade de ensinar Libras para quem, assim como ela, não conseguia pagar por cursos. Então, criou o Libras na Quebrada junto com dois amigos em 2020. No projeto, há surdos e ouvintes que promovem oficinas pela capital paulista. Nas aulas, há uso de brincadeiras, dinâmicas e músicas, além da datilologia, o alfabeto manual de Libras.


A auxiliar de farmácia Larissa Cordeiro participou das aulas. A vontade de aprender Libras veio de uma experiência no trabalho, em uma Unidade Básica de Saúde (UBS). “Lá onde eu trabalho tinha um senhor que era surdo e a única pessoa que sabia falar com ele era a minha chefe. Teve um dia que ela estava de férias e ele foi lá. Foi um caos, ninguém conseguia se comunicar com ele, ninguém conseguia entender o que ele tava falando”, conta. Ela se orgulha de ter conseguido orientar um paciente surdo.


Cassandra Schuster é outra aluna do Libras na Quebrada. Ela é surda oralizada, usa aparelho auditivo, sabe Libras desde os 11 anos e mora em Pareci Novo (RS). “Tem sido tão bom pra mim conhecer novas pessoas e sinais de libras”, diz. É também um ambiente para aprender sinais que variam de acordo com os estados, já que a Libras tem sotaque e gírias, e falar sobre “a comunidade surda e as barreiras que enfrentamos no dia a dia na comunicação”.

Para Gyanny , é preciso colocar a inclusão em prática no dia a dia. Ela ressalta que adicionar legenda em vídeos postados em redes sociais, já faz a diferença e acredita também que “a Libras quebra barreiras de comunicação”, sendo útil não apenas na comunicação com surdos.


 

Equipe LIBRAS-SE, com Nós

tradução de vídeos para Libras em 24h

www.libras-se.com


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo